Alimentação Saudável – um desafio e tanto!

Alimentação Saudável

salmão com aspargos
salmão com aspargos

Olá!

Você consegue manter uma alimentação saudável?

Tem plena consciência do que cada alimento provoca em seu organismo?

Isso parece difícil pra você?

Então veja só.

Mesmo que você ache impossível lidar com essas questões sempre existe uma saída. Tem muita gente no mercado que possui conhecimento suficiente para nos ajudar a entender o mínimo necessário sobre como manter uma Alimentação Saudável.

É óbvio que se você está sempre em restaurantes self-service, essa tarefa se torna mais árdua.

Nós fomos proprietários de um restaurante self-service por 14 anos e sempre observamos como as pessoas compunham seus pratos.

self service
self service

Abuso

Muita gente abusa sem dó nenhuma de seu organismo.

Coloca nos pratos combinações quase que proibidas, como amido com amido, carne gorda com fritura, e assim vai.

No restaurante sempre procurávamos disponibilizar de tudo, pois os gostos do público são os mais abrangentes e variáveis que se possa imaginar.

A nutricionista caprichava na variação dos pratos e nas sugestões de combinações sadias mas mesmo assim na hora que você vê aquele pedaço de …… não resiste!

Isso sem falar nos doces.

Deliciosos e tão danosos quanto deliciosos!!!

Mas mesmo no caso dos doces é possível consumi-los com consciência e equilíbrio compondo um conjunto nutricional adequado a cada caso, inclusive o seu e o nosso (adoramos doces!!!).

dieta balanceada
dieta balanceada

Aprender

Mas que tal aprender como compor um prato de forma equilibrada e conhecer o que cada componente faz com e no seu corpo?

Aqui no site disponibilizamos várias opções em alimentação saudável com receitas gratis pra você e também uma série de cursos e e-books pra quem deseja algo mais sofisticado ou pra quem precisa aprender o básico, a cozinha do dia a dia.

Aprender o que são as proteínas, carboidratos e nutrientes e como equilibrar tudo isso em nossas alimentações diárias é um bom ponto de partida.

Agora amigos, nunca é demais colocar um pouco de conhecimento pra dentro de nossa cachola, não é mesmo!

E cuidar do corpo exige de nós um cuidado especial com a alimentação afinal é “pela boca que morre o peixe”!

Mas é melhor falar que o seu corpo é em parte resultado do que você consome em toda sua alimentação.

Em parte porque o corpo também sofre o impacto de nossa rotina de vida, do que pensamos, da forma como encaramos a vida e por aí vai…

Aqui o negócio é a alimentação.

Na nossa blogosfera (demonstrada na aba “sobre”) temos outros artigos e soluções para as outras esferas do ser de forma integral: corpo, mente, espírito e bolso. Tudo numa busca contínua de equilíbrio.

Séries

Mas voltando à questão da alimentação saudável temos uma série em andamento denominada “Alimentos, tim tim por tim tim” onde você encontrará tudo bem explicadinho do ponto de vista da estrutura alimentar.

Uma outra sobre “Alimentos com Poderes Medicinais” .

Cadastre-se e receba a informação dessas publicações de primeira.

refeição diária
refeição diária

Alimentação Diária

Para uma pessoa comum, empreendedora ou não, sem nada a ver com dietas para emagrecer ou engordar, controle de peso, corpo sarado, etc…

É sobre o que nós e você fazemos no “dia a dia” com nosso corpo em termos de alimentação.

Compartilhamos aqui o que aprendemos nesse anos todos no ramo da alimentação: é que o equilíbrio é o fator mestre, central, tanto pra vida como e principalmente para a alimentação.

E o que é o equilíbrio alimentar afinal?

É a mistura possível de tudo o que adoramos comer.

De tudo o que fica no meio termo.

E de tudo o que dispensamos sumariamente.

Uau! Difícil essa tarefa.

Tudo o que nos apetece sempre tem um “que” de proibido, não é mesmo?

E normalmente aqui encontramos as massas, bolos, doces, geleias, gordurinhas das carnes, torresmos, feijoadas, cozidos, cremes, molhos brancos, vermelhos, rosados, dourados, e um montão de outras iguarias que cada um de nós tem como prediletas, preferidas, etc…

equilíbrio
equilíbrio

Equilíbrio

Por isso que precisamos de equilíbrio. Justamente pra não ter que deixar de vez essas delícias e pra não nos afundarmos no gostoso, enfiarmos o pé na jaca (ou o garfo na boca… ficou pior) e depois sofrermos as consequências….

Podemos entender que equilíbrio significa comer de tudo, sem culpa, medo, etc…. mas sem exagero, misturando bem os vários tipos de alimentos.

Aprendemos por exemplo, que nosso prato precisa ser o mais colorido possível.

Então quando vamos a um self-service, procuramos sempre incluir os “vermelhos” (tomate, pimentão), os “laranjas” (cenouras, abóboras), os “verdes” (folhas cruas ou cozidas), os “brancos” (arroz, molho branco, nabo, rabanete), os “marrons” (feijão – em SP, pois no RJ é preto, em SC é vermelho, etc…), e assim por diante. Fica tudo colorido. E gostoso.

O problema é quando encaramos a feijoada porque além da couve, mais nada combina, não é verdade?

O prato fica branco, preto, verde e marrom (quando tem bisteca ou torresmo), e às vezes com um amarelo (com a laranja).

Nesse caso sempre é bom comer uma laranja, junto ou logo após a danada!!!

Agora o equilíbrio nos diz que não podemos comer feijoada toda 4.a e sábado – de praxe na maioria dos locais brasileiros.

Uma vez por mês e olha lá! São muitas as opções pra gente ficar repetindo sempre a mesma…..não é?

E o equilíbrio também nos diz que podemos comer a feijoada, mas não repetí-la 4 vezes numa mesma refeição…é boa e faz bem comendo com moderação!

Se comer não dirija pois o soninho é inevitável!!!

frutas
frutas

Frutas

Outra coisa que aprendemos é que temos que incluir no cardápio diário as frutas e a última informação que tivemos é que inclusive a famosa salada de frutas não é a melhor forma de consumí-las.

Elas devem ser consumidas quase que isoladamente por conta de acidez, vitaminas, e outras questões. Inclusive na série “tim tim por tim tim” vamos abordar essa questão.

Olha só! A verdade é que a gente precisa abrir a mente para inserir informações sobre como montar nossas refeições diárias com a melhor combinação e variação possível, sem deixar de levar em conta as nossas preferências e as nossas impossibilidades.

E além disso precisamos arregaçar as mangas e enfrentar a produção de refeições alternativas às nossas habituais.

Veja as receitas propostas aqui no site gratis pra você e outras em formatos de cursos e e-books.

carnes
carnes

A Carne Nossa de Cada Dia

Depois de um bom café da manhã e de uma “boquinha” depois de umas 3 horas vem a hora do almoço.

Nessa hora é que normalmente consumimos carne (menos os vegetarianos e os que estão impedidos de comer carne seja por qual questão for)(e respeitamos as diferentes opiniões e condições e o que dizemos aqui não tem por intenção provocar ninguém).

O fato é que no almoço e também no jantar é que muita gente costuma consumir a carne.

Pode ser a bovina, a suína, a de frango, os peixes, enfim toda a variedade que encontramos nos restaurantes e nos mercados para a produção em casa.

As variantes dos pratos então é enorme e atende a todos os gostos, sabores, combinações, etc…

O problema é que principalmente nos serviços em buffet a gente acaba por consumir de tudo um pouco o que é de uma certa forma ruim, pois o equilíbrio do prato fica prejudicado e de certa forma bom porque a gente não fica com “água na boca”.

Você que já tem lido nossas opiniões aqui no site sabe que somos sempre pelo equilíbrio.

O equilíbrio é tudo na vida e especialmente na alimentação.

Nossa visão é que devemos montar um prato bem colorido, com legumes, verduras e frutas (pra quem gosta de misturar o doce da fruta com o salgado da carne), um pouco de grão, um pouco de amido (arroz, batata, mandioca…. de preferência sem misturá-los), um pouco de carne ao seu gosto e um pouco de algum elemento cozido.

Às vezes e somente às vezes alguma fritura – a gordura que ela carrega para o prato é prejudicial.

Aqui apresentamos vários produtos entre cursos e e-books para que a gente possa aprender como elaborar, tanto no prato como na cozinha de casa, uma alimentação saudável, veja as opções, inclusive para os que não comem carne.

doces
doces

Festas e Férias

E com ele aquele monte de festas e comilança, o que fazer?

Nada contra os pratos saborosos que enchem nossos olhos de desejo gastronômico (belo nome para gula!).

Mas o problema é que sempre exageramos na dose, tanto de “produzir” um monte de coisas que seja por tradição, por vontade, por exibicionismo e tantos outros motivos, ultrapassam o volume realmente necessário.

Sobras

E no final muita coisa vai mesmo é pro lixo! Isso é um horror!

E aqui não queremos ser piegas em dizer que é um horror porque tem muita gente passando fome e outros que tais!

(Embora esse seja um fator a ser considerado).

O problema é mesmo gerar um volume que nem a gente nem nossos convidados vão efetivamente consumir.

Tem coisas que podem ser guardadas e aí tudo ok. Mas muitas vão pro lixo mesmo!

engordar
engordar

Engordar

O segundo problema afeta cada um de nós, mais especificamente nosso corpo que engorda, cresce pra frente e pros lados porque é muito difícil deixar de comer aquele prato delicioso que é oferecido aos nossos olhares.

Em alguns casos tem um terceiro problema que é de ordem mental ou psíquica, pois engordar faz mal para a auto imagem, etc…. e muita gente entra em remorsos por ter passado dos limites….

E nas férias então a gente relaxa de vez e também engorda de vez. Talvez você até não engorde mas consome um monte de coisas adicionais que no fim das contas fazem muito mal para o corpo.

Uma cervejinha, um bom vinho, de forma relaxada, pois no dia a dia a correria não deixa a gente fazer isso, etc… tudo bem. Mas não abusa não!

E Então!

Bem e porque estamos falando tudo isso?

Não é para que você deixe de saborear as delícias festivas!

É para que você tenha em mente que se você ultrapassar os limites, quem mais sofre as consequências é você mesmo.

Primeiramente do ponto de vista financeiro, porque se você produzir coisas que no final vão para o lixo, gastou dinheiro à toa.

“Segundamente” porque se você comer demais vais ter que fazer dieta depois…..

E se além disso você ficar encucado com as novas gordurinhas…….nem preciso falar né?

Ok, então que tal um exercício de consciência desde já?

Que tal planejar comedidamente suas aventuras gastronômicas nas festas?

Que tal conhecer algumas dicas simples, diretas que podem te ajudar nessa empreitada?

dicas
dicas

Então fique com a gente por aqui e acesse o conteúdo todo deste site pois temos certeza de que muito desse conteúdo vai te ajudar!!

E viva a alimentação saudável!